VOCÊ ESTÁ AQUI: Inicial > Institucional > Comando > História
História
Inicio do Conteudo
A história do Policiamento Rodoviário Estadual
A origem do Policiamento Ostensivo Rodoviário Estadual traz à memória o ano de 1934, quando o General Flores da Cunha, interventor federal no Estado do Rio Grande do Sul, propôs a criação de uma Companhia Rodoviária com sede na cidade de Santa Cruz do Sul. Naquele momento, a fração teria como atribuição principal a construção de estradas.

Guarda Rodoviária do Estado
O Policiamento Rodoviário no Estado do Rio Grande do Sul teve início somente em 24 de dezembro de 1953, por ocasião da criação da Guarda Rodoviária do Estado, como um setor pertencente ao Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER). Seu quadro era formado por funcionários civis, mas chefiado pelo Major da Brigada Militar, Jorge Adão Fetter, o qual recebeu a incumbência de preparar os homens para o exercício do Policiamento Rodoviário. Formavam-se então os lendários “Gro” – Guardas Rodoviários.

Companhia de Polícia Rodoviária
Atendendo as disposições do Decreto-Lei Federal nº 317, de 13 de março de 1967, que conferiu às Polícias Militares, entre outras competências, a de exercer o policiamento ostensivo fardado, o Governo do Estado, por meio do Decreto Estadual nº 18.508, de 4 de maio de 1967, incorporou a Polícia Rodoviária do DAER à Brigada Militar, passando a ser chamada de Companhia de Polícia Rodoviária. Sua estrutura foi desvinculada do DAER e a corporação assumiu a competência específica e exclusiva do policiamento rodoviário, com jurisdição sobre as rodovias estaduais. Sua responsabilidade era cumprir e fazer cumprir a legislação de trânsito, impor e arrecadar multas decorrentes de infrações de trânsito e fazer estatísticas da acidentalidade.

Batalhão de Polícia Rodoviária
A denominação e o modelo de Companhia de Polícia Rodoviária se mantiveram até 1981. Naquele ano, em face do crescimento da malha rodoviária e a complexidade das atividades realizadas, uma medida governamental transformou a estrutura em Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv). Inicialmente, foi dividido em três companhias: Viamão, Passo Fundo e Santa Maria. Posteriormente foi criada a 4ª Companhia, em Montenegro.

Comando Rodoviário da BM
No dia 4 de dezembro de 2004, visando dinamizar e ampliar a capacidade do órgão foi extinto o modelo anterior e instalado o então Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM). Nesta formação atual, está articulado em três Batalhões Rodoviários (BRBM), com sedes em Passo Fundo, Cachoeira do Sul e Garibaldi, além de frações rodoviárias ao longo das rodovias estaduais. O CRBM atua no policiamento rodoviário de 11,5 mil quilômetros de rodovias estaduais. Em dezembro de 2019, o CRBM comemorou 15 anos. O atual comandante do Policiamento Rodoviário Estadual é o Coronel José Henrique Gomes Botelho. O CRBM representa o esforço de um conjunto de policiais destinados a prestar serviços à comunidade durante seus deslocamentos em rodovias estaduais, salvaguardando suas vidas, promovendo prevenção e proteção e atuando na repressão à criminalidade sobre rodas.